Início
Capa do Jornal
Jornal de Notícias
Sociedade|Desporto|País|Mundo
Economia|+ Secções|Pesquisa
‹
|
‹
T-
|
T+
Conversações sobre crise na Ucrânia deverão prosseguir
Publicado dia 05/03/2014
Um acordo para a continuação das conversações sobre a Ucrânia foi alcançado, esta quarta-feira, em Paris, entre Moscovo, Paris, Washington, Berlin, Londres e a União Europeia, segundo informou o ministro do Assuntos Estrangeiros russo, Serguei Lavrov. Contudo, um responsável diplomático norte-americano negou tal posição.

"Estivemos de acordo no sentido de prosseguir as conversações nos próximos dias a fim de ver como ajudar a estabilizar e normalizar a situação e ultrapassar a crise", salientou Lavrov.

O ministro informou os jornalistas russos, após um encontro com o secretário de Estado norte-americano John Kerry, que os "EUA e a Rússia estão de acordo em ajudar os ucranianos a implementar os acordos de 21 de fevereiro", que foram assinados pelo presidente Viktor Ianukovich e os líderes da oposição ucraniana e patrocinados pelos ministros dos Assuntos Estrangeiros da Alemanha, França e Polónia. Contudo, um responsável diplomático norte-americano negou tal posição.

Entretanto, o secretário de Estado norte-americano John Kerry fez saber que "há uma série de ideias sobre a mesa para resolver as tensões na Ucrânia" e que irá consultar o presidente Barack Obama. John Kerry deverá encontrar-se, quinta-feira, novamente com Sergei Lavrov.

Artigo completoPágina ‹‹ 1 de 5 ››
‹ Anterior Seguinte ›
Partilhar
facebook twitter
Notícias Relacionadas
Crimeia quer pertencer à Rússia
Obama diz que um referendo na Crimeia violará o Direito Internacional
Obama impõe restrições de vistos a "inimigos" da Ucrânia
"A Rússia não é um amigo" da Ucrânia, disse o primeiro-ministro em Bruxelas
Clinton esclarece comparação de Putin com Hitler e defende estudo da História
Tártaros pedem resposta internacional à eventual secessão da Crimeia
Putin abordou pedido de união da Crimeia com conselho de segurança russo
"Parem a guerra de Putin", gritaram ativistas da Femen na Crimeia
Confrontos de fevereiro em Kiev fizeram 100 mortos
Parlamento da Crimeia pede integração na Rússia e promove referendo
Polícia prende autoproclamado governador de Donetsk e desocupa sede do governo
Pró-russos retomam edifício do Governo central em Donetsk, na Ucrânia
ONU ameaçada na Crimeia
Kiev diz que enviado da ONU para a Crimeia foi retido por homens armados
Administração regional de Donetsk retomada por pró-russos
Merkel aposta em solução política mas não descarta sanções contra a Rússia
OSCE vai enviar 35 observadores militares não armados para a Ucrânia
Rússia suspende combustível para centrais nucleares no leste da Europa
Ucrânia reforça segurança das centrais nucleares
Durão Barroso anuncia ajuda de 11 mil milhões de euros para a Ucrânia
China diz que Rússia deve pressionar solução pacífica na Ucrânia
Coreia do Norte tem uma centena de mísseis KN-02
Putin na lista dos nomeados para prémio Nobel da Paz
Rússia testa míssil em plena crise ucraniana
União Europeia condena ataques "terroristas" em Kunming, na China
Serviços
• Cinemas
• Farmácias
• Meteorologia
• Totojogos
Siga-nos em
T+
|
T-
Tamanho do texto
Versões:Texto|Mobile|PC
ControlInveste Direitos Reservados
Sites MobileAO|Dinheiro Vivo|DN|JN|TSF|O Jogo|Ocasião
Anuncie|Contactos|Ficha Técnica
Termos e Condições