Início
Capa do Jornal
Jornal de Notícias
Sociedade|Desporto|País|Mundo
Economia|+ Secções|Pesquisa
‹
|
‹
T-
|
T+
Professora impediu que aluno matasse mais colegas
Publicado ontem às 18:02
Sandra Alves
Uma professora, de 24 anos, é apontada pelas testemunhas do tiroteio na escola secundária de Marysville-Pilchuck, no Estado de Washington, como a heroína que impediu Jaylen Fryberg de fazer mais vítimas. O jovem de 15 anos matou uma rapariga e feriu outros quatro alunos, dois dos quais são seus primos.

A manhã de sexta-feira na escola secundária de Marysville-Pilchuck, no Estado de Washington, ficou marcada pelos disparos de Jaylen Fryberg, de 15 anos, junto à mesa do bar onde estavam cinco colegas.

No relato dos acontecimentos, os alunos que assistiram ao tiroteio destacam a atitude da professora Megan Silberberger, de 24 anos. Terá sido ela a evitar um número mais elevado de vítimas, ao agarrar o braço do jovem atirador, quando este parou de disparar para recarregar a arma.

Jaylen Fryberg matou uma rapariga e feriu outros quatro colegas (dois rapazes e duas raparigas), antes de virar a arma contra si e se suicidar.

"Acredito que ela é uma heroína", disse Erick Cervantes, o primeiro aluno a ligar para os serviços de emergência para dar o alerta, em declarações a uma televisão local, citadas pelo "The Telegraph".

Artigo completoPágina ‹‹ 1 de 3 ››
‹ Anterior Seguinte ›
Partilhar
facebook twitter
Notícias Relacionadas
Dois mortos em tiroteio numa escola dos Estados Unidos
Servi�os
• Cinemas
• Farmácias
• Meteorologia
• Totojogos
Siga-nos em
T+
|
T-
Tamanho do texto
Vers�es:Texto|Mobile|PC
ControlInveste Direitos Reservados
Sites MobileAO|Dinheiro Vivo|DN|JN|TSF|O Jogo|Ocasião
Anuncie|Contactos|Ficha Técnica
Termos e Condições