Início
Capa do Jornal
Jornal de Notícias
Sociedade|Desporto|País|Mundo
Economia|+ Secções|Pesquisa
‹
|
‹
T-
|
T+
Juiz teme influência de Sócrates junto dos bancos
Publicado hoje às 01:14
Ex-primeiro-ministro foi detido em novembro de 2014
Foto: Arquivo
O ex-primeiro-ministro, a quem o juiz Carlos Alexandre e o procurado Jorge Rosário Teixeira se referiram como "José Pinto de Sousa", mantém relações privilegiadas e atividades em países estrangeiros, nos quais a investigação pretende pedir cooperação. Nomeadamente para apurar os circuitos de movimentação de avultadas somas em dinheiro que o Ministério Público (MP) suspeita serem contrapartidas por atos de corrupção.

Prevendo que as diligências programadas aquando da detenção, em novembro passado, poderiam ser perturbadas se Sócrates não tivesse todos os seus movimentos controlados, o juiz assentou também no receio de interferências a decisão de colocá-lo na prisão.

Em concreto, Carlos Alexandre refere-se à suposta influência do ex-governante junto de bancos e autoridades estrangeiros no sentido de prestarem informações não verdadeiras à investigação que corre desde julho de 2013 no Departamento Central de Investigação e Ação Penal do Ministério Público, em Lisboa, e na Inspeção Tributária de Braga, da Autoridade Tributária.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.

‹ Anterior Seguinte ›
Partilhar
facebook twitter
Serviços
• Cinemas
• Farmácias
• Meteorologia
• Totojogos
Siga-nos em
T+
|
T-
Tamanho do texto
Versões:Texto|Mobile|PC
ControlInveste Direitos Reservados
Sites MobileAO|Dinheiro Vivo|DN|JN|TSF|O Jogo|Ocasião
Anuncie|Contactos|Ficha Técnica
Termos e Condições